7 DICAS PARA MELHORAR AS SUAS FOTOGRAFIAS DE INTERIORES.

7 DICAS PARA MELHORAR AS SUAS FOTOGRAFIAS DE INTERIORES.

O mercado imobiliário é inegavelmente um dos maiores consumidores de fotografia a nível mundial, a importância da fotografia de imóveis como veículo de comunicação desta crescente área de negócio, tem evoluído a um ritmo alucinante a par com as novas plataformas de comunicação utilizadas pelos principais operadores imobiliários.

Como sócio-gerente de um estúdio fotográfico, tenho acompanhado a alteração deste novo nicho de mercado, o qual cada vez mais, se apresenta como muito apetecível e como uma oportunidade de novo negócio a não descurar.

O desenvolvimento da actividade imobiliária e as formas de diferenciação de cada operador, tem obrigado a uma escalada na qualidade da fotografia utilizada. Resultante da nova realidade e exigências da comunicação, e a par com a cada vez maior exigência dos consumidores finais, os operadores que optam por fazer os seus registos fotográficos, encontram repetidamente várias dificuldades como comum utilizador da fotografia massificada.

Numa primeira ajuda genérica, vou dar 7 dicas simples para que possa melhorar a sua apresentação do imóvel através da imagem, utilizando formas simples e funcionais para melhorar a qualidade das suas fotografias.

1ª Dica: “Como escolher a sua máquina”

Mesmo tendo um telemóvel com câmera fotográfica com muitos mega pixels, não a use para este tipo de fotografia. Escolha uma máquina com as seguintes características base: que tenha a maior grande angular possível; que tenha configurações manuais; que tenha modo de disparo automático.

2ª Dica: “Compre um tripé”

A maioria das fotografias de interiores são feitas com baixas velocidades, use um tripé para que a sua fotografia não fique tremida. Utilize o disparador automático evitando uma fotografia tremida por premir do gatilho da sua máquina.

3ª Dica: “Altura a que a máquina deve ser posicionada”

Para garantir a rápida compreensão da sua fotografia, deverá posicionar a sua máquina a uma altura média de 1,60m, para que a perspectiva se sinta como real para a maioria dos seus clientes.

4ª Dica: “Perspectivas das fotografias”

Procure ser rigoroso nas perspectivas, garanta que o seu enquadramento fica paralelo ao chão, e que as linhas verticais do fotograma estejam perfeitamente verticais. Se cumprir estas duas sugestões, terá fotografias muito mais equilibradas na sua perspectiva e assim, mais fáceis de compreender pelo seu cliente.

5ª Dica: “Abordagem fotográfica”

Seja objectivo e analítico na escolha da sua abordagem fotográfica. Se pretende vender um imóvel, opte por mostrar a totalidade das áreas de cada divisão, se pretende vender um arrendamento mobilado, opte por fotografar ambientes, tal como acontece em reportagens de revistas de decoração.

6ª Dica: “Não use flash”

Para que não tenha os famosos clarões na sua fotografia, não use flash. Explore as mais valias da utilização de um tripé combinado com o disparo automático de forma a que a câmara esteja a operar sozinha no momento da captura da imagem.

7ª Dica: “Utilize um editor de imagens”

Nos dias de hoje, a quase totalidade dos operadores de mercado são utilizadores diários de informática, assim, use um editor de fotografia para melhorar ou corrigir as suas imagens. Caso não esteja familiarizado com o seu editor freeware (de utilização livre e sem custos), utilize as opções automáticas de correcção de cor, verá que na maioria das vezes a fotografia ficará muito mais real.

Se seguir estas primeiras 7 dicas, certamente os resultados serão muito positivos. Lembre-se, com melhores fotografias, os seus imóveis serão muito mais visitados nas plataformas existentes.

Até breve, boas fotos e melhores vendas!

Artigo escrito por Pedro Pereira da Silva (P2S Estúdio)

logo

(Visited 205 times, 1 visits today)