A essência do Marketing é o passa palavra!

A essência do Marketing é o passa palavra!

Na Mediação Imobiliária, e possivelmente em todas as atividades comercias ao longo deste tempo, a única coisa que funciona, e nunca há de deixar de funcionar para alavancar qualquer tipo de negócio é o Marketing Pessoal. Mas o que é afinal o Marketing Pessoal?

Numa versão muito simplista, mas altamente eficiente por ser esclarecedora, Marketing Pessoal é dizer ao mundo que existe, que faz algo bem feito e que possivelmente é a melhor pessoa a fazê-lo. Dito desta maneira, pode parecer um pouco presunçoso (diria mesmo que sim), mas considero que a arte do Marketing Pessoal é não ser eu a dizer, mas sim fazer com que as pessoas (clientes, amigos, conhecidos, desconhecidos, o mundo) o digam.

É evidente que há princípios básicos como: “ver e ser visto”, ou seja, tem de se expor, independentemente do que diga (ou não), sobre se de facto é bom. O outro princípio é que efetivamente terá de ser bom na atividade que exerce. Por isso, comece a exercitar-se em aparecer, e em segundo lugar, faça apenas uma única coisa, mas por favor faça-a bem-feita.

Depois destes princípios básicos, como disse, há que fazer, mas não antes de planear. Não me refiro a planear para fazer uma única vez, ou uma vez, de vez em quando, mas sim, planear para fazer de forma sistematizada, ou seja, sempre. Quando começo uma atividade, tenho como primeiro objetivo da mesma, o rumo ao sucesso. Faço um plano, não para me obrigar a fazer o que planeei, mas para me orientar. Infelizmente, ainda hoje se assiste a muitas pessoas que planeiam, fazem durante um tempo, mas depois param, e tudo o que fizeram até àquele momento foi basicamente perda de tempo. O Marketing Pessoal é uma maratona e não um sprint, não é um momento, são vários momentos encadeados.

Depois da sistematização, a gestão de tempo joga uma cartada muito importante, passamos à fase da automatização, ou seja, o meu plano está tão sistemático, que o faço de forma inconsciente e quando isso acontece, o meu Marketing Pessoal tornar-se-á um hábito e possivelmente, com grandes hipóteses de nunca mais parar.

É claro que nós todos falhamos e esgotamo-nos, especialmente numa atividade em que o produto somos nós, ou seja, a base do produto que vendemos é um serviço feito pelo Agente Imobiliário, mas acabamos por ser um produto único, apesar de esgotável. Para continuar a crescer, vai necessitar de ajuda, vai precisar de alguém que o complemente nas funções que não serão a base do seu negócio, uma delas será com certeza o Marketing Pessoal. Logo ao delegar tarefas administrativas e de gestão, vai ter mais tempo para tarefas geradoras de rendimento, as quais irão fazer com que o negócio se alavanque, uma dessas tarefas será o de cuidar de forma constante e sistemática o meu Circulo de Influência e base de dados.

Bem-vindos à venda relacional!

Artigo publicado na revista CRS Portugal

(Visited 6 times, 1 visits today)