“O MERCADO GRITA TALENTO” este livro é uma pedra!!!

Ainda sob o efeito natural deste livro e logo após a leitura do mesmo, escrevi o que me vinha na alma. Parabéns Miguel, só podias ser tu a escrever algo assim tão bom, mas mesmo muito bom!!!

Este é o tipo de livros que gosto, este é o tipo de livros que verdadeiramente me interessam…escritos a pensar nos outros, com grande aplicação prática e tendo em conta que é necessário capacitar o outro do auto-poder de evolução. É um livro para fazedores, logo, se não pretende fazer nada na vida, tem duas hipóteses: ou não leia este livro, pois é pouco recomendável, ou leia intensamente, pois é capaz de lhe abrir a mente para a capacidade de querer fazer.

Percebe-se perfeitamente que o livro é um compêndio do Miguel e da Tânia que engloba as experiências vividas nos seus últimos 5 anos (e possivelmente mais) e que nos traz a uma conclusão que todos teimamos em saber, mas poucos conseguem aplicar: há que pensar, há que planear, há fazer diferente, mas sobretudo há que fazer…

Apesar de ser escrito para a “malta nova” (os millenials), esta obra é na verdade para todos, todos os que já entenderam que hoje o verdeiro produto somos nós mesmos, e por isso, o grande caminho para ser bem-sucedido e alcançar a auto-realização é na realidade um trabalho interno.

Quem somos nós? Quais as nossas competências? Quais são as nossas vantagens competitivas? Quais são os nossos pontos de diferenciação? Como vamos colocar o nosso produto (o EU) no mercado? Será que o mercado precisa deste produto? E se não precisar, como posso modificá-lo para voltar a ser competitivo? Se eu tivesse tido esta ajuda há uns bons anos atrás… mas a verdade é que nunca é tarde, por isso, e mesmo hoje, o meu produto ouviu muito este livro, inspirou-me, reorientou-me e fez-me evoluir.

Não se esqueçam de outra coisa muito importante, o Miguel e a Tânia foram à luta, foram à procura pelo mundo de realidades diferentes para terem a capacidade de evoluir e principalmente, dar às pessoas a oportunidade de se inspirarem e evoluir com eles. Mas o Miguel e a Tânia, são acima de tudo Portugueses, são pessoas de terreno, são pessoas que todos os dias vão à procura ou alimentam os seus “para quê” e “porquês”. O que quero dizer com isto é que muitas vezes lemos obras de Gurus Norte-Americanos, ou de outras nacionalidades, quando aqui bem perto temos exemplos extraordinários.

Só me resta dizer: Muito obrigado Miguel Gonçalves, o teu livro é uma Pedra!!!

(Visited 4 times, 1 visits today)