Ser CEO de mim mesmo

Depois de anos a ser chefiado e liderado, e depois de anos a liderar e a ajudar pessoas a tornarem-se empreendedores, empresários e a desenvolverem o seu negócio na Mediação Imobiliária (e não só), quis escrever este artigo, motivado pela troca de experiências que todas estas pessoas me proporcionaram e, especialmente, pela minha recente mudança de rumo profissional. Curioso que, escrevi este artigo inspirado pelos excelentes workshops que assisti na última “Feira Alternativa” em Lisboa (a qual desde já aconselho como visita imperdível no campo do desenvolvimento pessoal).

Possivelmente pela situação económica e social atual, pela evolução da maturidade empresarial que o país atravessa, ou pura e simplesmente, por uma enorme carência de mudança, vejo pessoas que começam a mudar a sua atitude e ambição profissional de empregados para empresários, transformando o que era a sua visão de empresa e passando a empresa a ser uma representação de si próprio. Sermos CEO’s de nós mesmos! Extraordinário, não é?

Vejamos, qualquer CEO que começa a gerir a sua empresa sabe que a regra base é identificar a sua essência e razão de ser e conhece-la profundamente da cabeça até aos pés, então a regra base como CEO’s será, começar por nos conhecer a nós mesmos! Mas como podemos iniciar este processo? Muitos vão dizer, “…eu já me conheço há anos!”, possivelmente desde que nasci, mas será mesmo assim? Reparem, uma forma simples de nos conhecermos a nós próprios, é orientarmos todas as nossas atitudes através dos nossos valores ou valor, pois basta um. Tal como a visão e missão da empresa, os valores desempenham um papel fundamental de definição da nossa razão de ser e dos nossos objetivos. Com um exercício muito simples, podemos descobrir quais são os nossos valores:

  • escreva 10 valores que o definem, depois vá eliminando-os um a um por ordem de importância crescente, até ficar com os mais importantes e relevantes, eventualmente apenas um bastará para começar a conhecer-se e para se saber gerir a si mesmo.

Nunca se esqueça, os valores são as suas crenças mais profundas, são as suas essências, e são através deles que deverá tomar as decisões como CEO, se se mantiver fiel aos seus valores, estes nunca o enganarão, por isso, nunca se engane a si mesmo.

A partir daqui tudo se torna mais simples, o auto-conhecimento, a auto-disciplina, a auto-determinação, a auto-motivação, deverão fazer parte do seu vocabulário, sempre orientado pelos seus propósitos.

Será igualmente muito importante criar uma marca, a sua marca, mas deverá ser uma marca baseada em si, e não apenas baseada nos seus conteúdos, os quais podem ser excelentes para a sua imagem, mas que acabam por não traduzir a sua essência, o seu valor, a sua diferença. O corpo (a sua imagem) e a mente (o seu conteúdo) têm de estar em pleno equilíbrio. Sendo o seu corpo a forma como se apresenta ao mercado, (este irá representar 72% da primeira impressão que causa, que é, como sabemos a mais importante e a que fica durante mais tempo), e sendo a sua mente o seu conteúdo (o seu conhecimento a sua experiência, o que tem para oferecer ao mercado), deve procurar observar-se, meditar e refletir sobre o que é, e qual é o equilíbrio para si para estimular o autoconhecimento que servirá para saber como se prescrever a si próprio e aos outros (o mercado).

O grande desafio nesta mudança, é sabermos como nos podemos liderar acreditando que, se quisermos e se nos conseguirmos conhecer a nós próprios, chegaremos a todo o lado, mas principalmente, chegaremos dentro de nós mesmos.

Resumindo, se quiser ser CEO de si mesmo, vai precisar de:

1-    Crer com vontade e entusiasmo;

2-    Conhecer-se a si mesmo;

3-    Definir os seus valores e segui-los (tomando decisões em função destes);

4-    Ter foco (centrar-se no que é essencial e importante para si);

5-    Meditar (ter tempo para estar consigo mesmo, observando, analisando e ponderando o seu caminho);

6-    Cuidar de si fisicamente (imagem);

7-    Lidera-se a si mesmo (para se tornar mais livre, mais feliz e mais saudável).

Queria acabar a partilhar convosco duas citações com que me identifico como marca e como CEO de mim mesmo:

“Liderar é diferente de gerir. Liderar consiste em criar mudanças no que você acredita.” Seth Godin

“O homem não foi feito para meditar, mas para agir.” Jean Jacques Rousseau

(Visited 1 times, 1 visits today)