TONY “POWER” ROBBINS!

TONY “POWER” ROBBINS!

Inúmeros são os casos de sucesso no mundo, mas são também inúmeras as pessoas que tiveram de enfrentar uma enorme dificuldade e souberam sair da mesma como vencedores, vencedores transformados para uma realidade diferente, e que acima de tudo, quiseram e acreditaram de tal forma, que acabaram por mudar mesmo a sua vida e o surpreendente é que conseguiram mesmo encontrar a vida que pretendiam e que nem sabiam que era possível viver.

Anthony Robbins é uma destas pessoas que conseguiu transformar as suas convicções limitadoras, libertou-se e tornou-se a pessoa que é hoje, e não lhe bastou tornar-se bom, excedeu-se a si próprio, desafiou-se e desafia-se todos os dias e tornou-se excelente.

Como Coach, Anthony Robbins define 2 pressupostos importantes neste processo:

“O meu primeiro grande cliente, fui eu mesmo”

Isto revela muito do que é ser Coach, mais, define muito o que é ser efetivamente algo que se pretende ser. A grande verdade é que a primeira etapa é dentro de nós, e nunca fora, a causa, somos sempre nós, e nunca os outros ou o meio ambiente pois para além de não controlarmos os “outros”, também não os transformamos tão facilmente.

“O encontro da preparação com a oportunidade, gera o rebento que chamamos sorte”

O segundo pressuposto é a entrega e preparação. Todos os cursos e seminários que o Anthony Robbins faz são uma verdadeira entrega para os outros e são cuidadosamente preparados com base no que estudou intensamente, e com base na sua constante atualização. O que ele faz, e bem, é transformar uma história numa demonstração prática sobre tudo o que lhe aconteceu e acontece na vida, desta forma consegue dar o exemplo para conseguir inspirar pessoas, fazendo com que estas tranquilamente o possam modelar.

Como costumo dizer, “já não há segredos, há pessoas, por isso é necessário partilhar”, e não apenas negócio ou networking, mas acima de tudo, experiências, comportamentos e estratégias comportamentais, este é o verdadeiro know how!

Quem disse que uma formação é só para 20 pessoas, no máximo, e numa sala? O Tony tinha 8.000 num pavilhão. Quem disse que formação é transmitir apenas conhecimento? O Tony não transmite, nem informa, transforma. Quem disse que as pessoas não podem dançar, ouvir musica, sentir, trocar experiências de fisiologia umas com as outras? Quem disse que um formador não consegue estar mais de 3 horas em placo sem parar? O Tony fica muito para além das 10 horas! Quem disse que uma voz não aguenta mais do que 8 horas de formação sem descansar? Quem disse que um formador não consegue dar exemplos perante plateias muito grandes? Quem disse que não se consegue chegar a todo o lado? O Tony mistura-se com todas as pessoas e passeia-se por uma plateia de 8.000.

Com 56 anos, uma voz potente, 2 metros de altura e 90 quilos de peso, compõe uma imagem de força, e acima de tudo, potencia o que ele transmite. A importância da fisiologia (linguagem não verbal), é fundamental na forma como ele comunica. Sabendo ainda que a linguagem verbal vale 7% da sua comunicação, podemos dizer que são estes 7% que podem mudar o sentido de uma conversa, e consequentemente, da sua comunicação.

O Tony Robbins é de facto o melhor speaker do mundo, e possivelmente, o melhor formador transformacional que conheço, porque acima de tudo, comunica com o seu público desde a primeira hora criando um rapport irrepreensível, constante e acima de tudo altamente contagioso.

O Tony Robbins é igualmente um Coach Oustanding, ou seja, acima da excelência. Provoca as pessoas, faz perguntas poderosas de forma sempre assertiva, desculpa-se e admite o erro quando este acontece, deixa as pessoas pensar, e principalmente, faz com que estas escolham ou decidam por si. Todos os segredos foram ou são por ele revelados, mas os segredos encontram-se na realidade dentro de cada um de nós, ele sabe-o e faz com que o outro tome consciência deste fato tão importante para um início de percurso de transformação.

Para Anthony Robbins, o humor e a diversão estão sempre presentes, viver não é uma seca, viver não é apenas seriedade, viver é saber reenquadrar cada situação, e mais uma vez, a fisiologia ajuda. A criação de um estado é fundamental para levar a mente ao lugar onde pretendemos estar ou ser. E é desta forma que o Anthony Robbins leva 8000 pessoas a um estado de completo êxtase de felicidade, diversão e liberdade, consegue, no entanto, e  criando estados, fazê-las sentar para prestarem atenção de forma ativa e tranquila, claro que o contexto ajuda e é trabalhado: a música, os sons, a temperatura a 15 graus, os cheiros, as imagens, as cores, os momentos de ausência de cores ou sons, levam as pessoas onde elas precisam de estar para se conhecerem e para assim poderem tomar decisões.

Porquê? Porquê que ele faz isto?

O propósito da excelência está sempre presente, tal como os valores que lhe dão a direção. É um super-homem? Não, é uma pessoa com todas as emoções, chora em palco e não tem receio disso, aconselha todos de terem um Coach, ele tem 3 e não abdica de nenhum, aconselha o treino e a formação constante, caso contrário não se cresce, e se não se cresce, inevitavelmente morre-se. Sair da zona de conforto é uma constante, aprender é uma realidade, mas com quem? As pessoas que procuram ser outstanding ou excelentes demoram muito pouco tempo a decidir fazer algo, mas demoram muito tempo a fazer o processo. As pessoas que são apenas boas ou menos boas, demoram muito tempo na decisão, e muito pouco na transformação, na definição do processo, basicamente reagem, e a partir daqui, não há transformação, por conseguinte, nunca haverá evolução e crescimento.

Não é bom ser bom, é bom ser excelente. A excelência é sem dúvida um grau acima se quisermos realmente SER algo, para isso é importante encontramos o melhor na área que se pretendemos, modelá-lo, ter formação com ele, e se possível, treinar, treinar muito e praticar sempre. A transformação dá-se sendo constante, quem não o é, poderá apenas inspirar a ser bom, mas não excelente.

A sua capacidade de ser grato e devolver à sociedade uma grande parte do que se recebe, sempre alinhado com os seus valores e propósito, faz do Tony Robbins um exemplo a seguir, um verdadeiro Líder que na minha opinião, ninguém deveria perder a oportunidade de pelo menos uma vez na vida, poder ouvir de forma proactiva, contudo, a decisão será sempre de cada um, será sua.

Deixo-vos com uma frase potente que resume o que é um processo de transformação:

“Life will never be the same”  – “A vida nuca mais será a mesma”

Thanks Tony

(Visited 7 times, 1 visits today)