A influência dos processos de Luto no mercado imobiliário

O mercado imobiliário tem sofrido um acentuado crescimento na procura, no entanto há muitas casas desabitadas e indisponíveis para a venda. Descubra porquê!

A influência dos processos de Luto no mercado imobiliário

A nossa casa é o local mais especial do mundo inteiro para cada um de nós. É o espaço onde descansamos, onde nos alimentamos, socializamos com amigos, partilhamos Amor, etc.

Mas, para além disto, representa também o maior investimento financeiro que fazemos durante a vida adulta e, em determinadas fases da vida, podemos sentir a necessidade de mudar de espaço por múltiplas razões.

 

É aqui que entra a organização do espaço!

É muito importante que a organização esteja presente em todas as fases da vida. Para além de nos ajudar a viver de forma mais tranquila e eficiente, é uma grande ajuda na hora de vender ou arrendar uma casa.

Uma casa organizada é mais fácil de angariar, levando, consequentemente, à venda ou ao arrendamento mais rápido do espaço.

Durante uma visita com um potencial comprador, se o espaço estiver organizado é mais fácil fazer com que este se projete no espaço, criando uma sensação muito positiva e aumentando as probabilidades de se fechar o negócio.

 

Existem demasiadas casas fechadas em Lisboa num mercado com muita procura!

Em Portugal, e em especial em Lisboa, existem muitas casas fechadas que não estão disponíveis no mercado imobiliário.

As principais razões para isto acontecer?

  1. A perda de um ente querido, pai, mãe ou outro familiar que morava no imóvel em questão;
  2. A necessidade de mudar um familiar para a sua própria casa ou para uma comunidade de aposentados, como um lar de idosos por exemplo, por motivos de saúde.

Muitas destas casas encontram-se demasiado cheias, com bens que foram acumulados durante muitos anos, de tal forma que não é possível ver as paredes ou o chão.

E o que parece ser simples para uns é praticamente impossível para outros. Algumas pessoas precisam de dias ou meses, enquanto outras esperam anos até assumirem a tarefa de organizar os bens dos seus entes queridos.

Entretanto as casas ficam fechadas, não podem ser angariadas e os agentes imobiliários ficam sem produto, num mercado que cada vez está mais está necessitado e com mais procura.

Mas, felizmente, já existe uma solução de apoio para este tipo de situações.

 

Serviço de Organização em processos de Luto

À semelhança do que já acontece noutros países, em Portugal também já existem serviços que permitem ajudar e tirar (ou aliviar, pelo menos) a dor de quem perdeu alguém querido.

O objetivo é ajudar a organizar a casa e os pertences pessoais dos familiares, selecionando os objetos, móveis, roupas que serão guardados, doados ou vendidos, mantendo a privacidade e o sigilo.

Desta forma é possível ajudar a libertar os espaços físicos, poupando os clientes de uma tarefa que pode ser tão dura emocionalmente, como organizar os pertences de alguém querido e abrir mão de grande parte deles.

Na Home Optimizer existe um serviço que dá resposta a uma necessidade de apoio na organização de espaços durante um processo de luto, de forma a que a posterior venda ou arrendamento do espaço seja um processo mais rápido e simples.

Em suma, é um serviço criado a pensar nas Pessoas, para que todos ganhem no final: cliente e agente imobiliário!

O objetivo é ajudar os clientes a libertar as casas dos objetos pessoais que outrora pertenceram aos seus entes queridos e aumentar o número de casas disponíveis e otimizadas para a sua venda no mercado, tornando-as mais apelativas para os potenciais compradores que as forem visitar.

 

Susete Lourenço, da Home Optimizer.