JLL assessora o maior investimento em residências de estudantes de Portugal:

JLL assessora o maior investimento em residências de estudantes de Portugal: Xior celebra acordo com a U.hub para a compra do portefólio de residências de estudantes por €130 milhões

Fernando Ferreira, Head of Capital Markets da JLL.

 

O departamento de Capital Markets da JLL acaba de assessorar o acordo para a venda do portefólio de residências de estudantes da U.hub à investidora e operadora de origem belga, Xior. O negócio de 130 milhões de euros engloba um total de 1.900 camas, incluindo quatro ativos em Lisboa e dois no Porto, em diferentes fases de operação e desenvolvimento.

Trata-se da maior operação deste tipo de ativos jamais realizada em Portugal e que consolida a estratégia da Xior em ser a referência em residências de estudantes na Península Ibérica. A JLL atua no negócio em representação do vendedor.

Este é um negócio muito importante pela sua dimensão, mas também porque vem confirmar a crescente atratividade dos segmentos imobiliários alternativos e por envolver um portefólio que conjuga ativos consolidados de rendimento com ativos ainda para desenvolvimento. Além disso, o seu impacto no mercado ocupacional é muito relevante. Neste portefólio incluem-se cerca de 800 camas em construção e outras 1.000 em projeto com previsão de estarem concluídas até 2022, o que irá dar um forte impulso à oferta de alojamento para estudantes nas duas maiores cidades universitárias de Portugal, que neste momento sofrem de um desequilíbrio massivo entre o stock existente e a procura”, nota Fernando Ferreira, Head of Capital Markets da JLL.

O portefólio integra duas residências em funcionamento, operadas pela U.hub, em Alvalade e na Alameda, em Lisboa, as quais somam um total agregado de 98 camas. Em construção, encontra-se uma residência com 350 camas em Benfica, Lisboa; e uma outra com 450 camas na Asprela, Porto, que se prevê ficarem concluídas ao longo do próximo ano. Outros dois projetos, com 500 camas cada, encontram-se em fase de licenciamento, localizados na zona do Lumiar, em Lisboa, e na zona da Boavista, Porto. A conclusão destes projetos está estimada para 2021 e 2022, respetivamente.