PLANO S

 

Perante a realidade muitas vezes subvalorizada de que sem saúde, nada faz sentido, a economia global está a fazer e terá de continuar a fazer um esforço hercúleo para aguentar o mais possível o impacto desta crise de saúde mundial que colocou a vida de empresas e pessoas em standby e com a nossa vida em risco, só podemos esperar que este período seja o mais curto possível dentro da dura realidade de que é possível que dure mais do que 3 meses com impactos que definitivamente serão visíveis até ao final de 2020 sendo altamente otimista.

É por isso importante preparar o nosso mindset para o cenário S: refletir sobre a situação; preparar soluções e manter a saúde do nosso negócio e das nossas pessoas com um único foco: resistir e adaptar.

Fundo de Caixa. Quem tem um bom fundo de caixa e quem mais precavido tem até um fundo de emergência deve estar neste momento a fazer uma análise extensiva para perceber por quanto tempo aguenta cruzando a entrada de capital com uma previsão e análise de vendas. Onde pode cortar sem prejudicar o negócio e as pessoas, como fazer um esforço conjunto entre todos para manter o negócio a respirar? Fazer estas perguntas de forma mais racional e menos emocional, desenhar cenários visíveis e partilhar a situação com uma comunicação transparente e constante é crucial para saber como todos se podem adaptar e evitar potenciais futuras consequências ou mesmo e porque não, ter a visão de aproveitar esta oportunidade para rever custos e investimentos.

Financiamento da banca ou porque não, privado. O financiamento que está a ser preparado ou mesmo o investimento privado em forma de financiamento pode muitas vezes aliviar em tempos difíceis e constituir uma oportunidade. Muitas empresas foram pensadas nos tempos mais difíceis, por exemplo, a Airbnb a Paypal foram constituídas em tempos de crise tudo porque o constrangimento obriga a mente a focar abrindo caminho para a fertilidade da criatividade. Não foque apenas no problema, procure a solução e inspire quem está consigo a fazer o mesmo.

Marketing. Numa altura em que é necessário manter a comunicação com o cliente para que este saiba que estamos com ele e que estamos confiantes no futuro, é necessário reequacionar toda a estratégia, a mensagem e mesmo o investimento que pode ser feito que terá de estar muito pressionado para cumprir um retorno efetivo e visível. Manter a ligação é fundamental, mas a forma como o fará, será o que ditará o retorno do seu esforço, mais uma vez, a capacidade de adaptação, criatividade e empatia são fundamentais para gerir a forma como vai continuar a comunicar agora e no futuro.

Pessoas. A todo o custo manter, mas mesmo que não se queira avaliar a realidade dos factos, há que analisar de forma crítica todos os pontos de stress a que o negócio está já sujeito e saber se se pode fazer mais com a mesma equipa ou se estritamente necessário, com menos, mantendo e até subindo a produtividade.

Este artigo foi feito com base na carta aberta publicada na semana passada pela empresa de venture capital de Silicon Valley, Sequoia Capital que intitularam como “Coronavirus: The Black Swan of 2020.”, a mensagem mais importante que retive: De alguma forma as empresas são similares à biologia e como Darwin aferiu: “aqueles que sobrevivem não são os mais robustos, nem os mais inteligentes, mas os que se conseguem adaptar melhor à mudança”

A forma como cada um de nós líderes do seu negócio vai reagir em momentos como este e a forma como passamos a nossa reação às nossas equipas vai determinar o nosso futuro. Falsos otimismos podem deitar por terra a capacidade de decidir rapidamente e de forma assertiva sobre os ajustes necessários nestas circunstâncias, acredito que uma decisão é sempre melhor que uma não decisão quando todos temos de realizar planos de contingência e agir de forma corajosa.

Seja clinicamente realista

Aja de forma decisiva à medida que as circunstâncias mudam

Demonstre a liderança que o seu projeto ou equipa necessitam durante este período stressante

Esteja preparado para aproveitar oportunidades face à sua concorrência e face ao atual mercado

Muito importante, mantenha-se com saúde, afinal, sem saúde, nada faz sentido.

 

Artigo publicado na revista Visão.